Branding: o que é e qual sua importância para as empresas?

22 de novembro de 2018 por na categoria Branding com 0 e 0

 

Branding não é apenas o nome da sua empresa, é muito mais do que isso. Segundo Seth Godin, autor americano sobre negócios, “Uma marca é um conjunto de expectativas, memórias, histórias e relacionamentos que, juntos, são responsáveis por fazer o consumidor escolher um produto ou serviço em vez de outro”. Ou seja, com uma marca você pode despertar sensações e criar conexões conscientes e inconscientes.

O mundo está em constante mudança e a globalização aumenta a competitividade entre as marcas. Criar uma ação focada em branding vem sendo cada vez mais importante e não apenas para as grandes marcas, para as pequenas também. O consumidor de qualquer segmento quer se conectar com a marca, quer se sentir representado ou saber que a empresa tem as mesmas ideologias que ele ou ela.

Qual a real importância do branding?

É o alicerce da sua empresa, assim como seu nome é a sua identificação. Já pensou que sua roupa, seu corte de cabelo e suas atitudes ao falar são sua marca pessoal? Por mais que eu queira, nunca vou ser igual a você, nem mesmo se fossemos gêmeos. Com uma empresa acontece a mesma coisa. Se você toma cerveja com frequência, já reparou que algumas marcas usam a mesma cor de lata ou garrafa para tentar confundir o consumidor? Suponhamos que você leve uma marca diferente da que você costuma, por engano, ao tomar o primeiro gole você irá perceber que não é a mesma coisa.

O branding é um meio de você mostrar a personalidade da sua marca para se diferenciar dos concorrentes e, mais do que isso, é conectar-se com o consumidor. Comprar uma marca e não comprar do concorrente tem relação, também, com a experiência da compra, ou seja, quem compra um iPhone, não compra um celular, compra o status, as atitudes e a personalidade que a Apple vendeu fazendo um branding focado no design e exclusividades do aparelho.

Como fazer o branding?

Existem diversas formas de trabalhar branding aliado ao marketing digital. Podemos dividir as iniciativas em dois grupos:

1. Identidade visual, é o primeiro impacto com o consumidor, por isso o logo, as fontes e as cores precisam ser harmoniosos, pois as representações visuais da sua marca ajudam a criar uma identidade na mente do consumidor.

O  manual de marca irá auxiliar funcionários, distribuidores, parceiros e agências de marketing a seguir com rigor o padrão de identidade visual. No manual devem estar todas as cores que a marca pode ter, qual a fonte, quais são os códigos das cores, como ela deve ser aplicada em materiais, versões verticais e horizontais e outros elementos.

2. Estratégia, que traz a percepção de transmitir os valores não visuais, é como você transmite o seu propósito, criando com o consumidor um elo mais forte.

Como já disse ali em cima, a personalidade da marca é algo muito importante para a conexão imediata com o público. Além de ter uma personalidade, a empresa precisa se policiar na linguagem escolhida pela marca, sempre busque referências nas relações interpessoais que seu público tem e também na forma como se comunica.
Canais de relacionamento e divulgação são de extrema importância para que seu branding atinja o público-alvo do seu negócio. Porém ter os canais, mas não o que divulgar, não adianta de nada, não é? Como já falamos em outros textos, a criação de conteúdo é um suporte essencial para o plano de branding ser persuasivo e gerar resultados.

Uma outra dica muito importante é contar com profissionais especializados em estratégias, design e branding para auxiliar a sua empresa nessa etapa. Desde 2004, a Toulouse é especialista em Branding, para trazer o retorno esperado por nossos clientes. Entre em contato com um especialista e saiba mais!

Adicionar comentário

© 2018 ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação - (11) 4590.0103