A mídia tradicional morreu?

16 de maio de 2019 por na categoria Comunicação com 0 e 0

Você já deve ter ouvido falar muito de marketing digital, não é mesmo? Mas e a mídia tradicional, ela morreu? Não! Na verdade ela se reinventou e trouxe inovações para os anunciantes.

Como podemos definir a mídia tradicional?

A mídia tradicional é listada por meios de comunicação que não são online, tais como: jornais, revistas, rádio, outdoor, busdoor, TV, etc. Apesar de termos jornais e portais de notícia online, o foco da mídia tradicional é nos meios impressos.

A modernização da mídia

Atualmente as mídias tradicionais estão sendo esquecidas por muitas agências de marketing, pois alegam que o foco do público está apenas na internet e no que está online. Ledo engano. A audiência dos telejornais e novelas ainda tem números expressivos que podem ser levados em consideração em ações de marketing.

Um jingle de rádio pode soar coisa do século passado, mas as rádios mais notáveis do país e muitas rádios regionais, vêm ganhando relevância e alcance, justamente por causa da internet e da transmissão ao vivo. Vide o exemplo da Rádio Jovem Pan, que apresenta sua programação da manhã via streaming em tempo real. Ou a Kiss FM, rádio segmentada de rock, que está há anos angariando público na internet.

A reinvenção da mídia tradicional trouxe novas possibilidades aos anunciantes e ao público. As revistas estão se tornando digitais, mas não perderam sua cara de revista. Canais de televisão estão criando conteúdos para serem divulgados online e sua marca pode estar agregada ao programa que define seu público, mesmo sendo nesse novo formato de mídia. Um exemplo de revista digital e impressa é a Revista Cult, onde o assinante pode ter apenas a versão impressa ou digital, ou os dois formatos. Os grandes jornais já aderiram à assinatura online já faz alguns anos e com isso o número de assinantes não diminuiu drasticamente.

O número de usuários de internet no Brasil vem aumentando a cada ano, mas e se o público da sua empresa ainda não está conectado? A faixa etária acima dos 65 anos ainda é mais propensa a se manter no tradicional do que na mídia digital. Então, uma análise criteriosa é sempre necessária, antes de sair descartando as mídias impressas e tradicionais.

Como agregar as mídias ao seu planejamento?

Já conversamos em outros textos de marketing digital, mas reforço aqui, precisamos sempre definir uma persona para nossa empresa, mesmo que o objetivo final do planejamento seja atingir o público através de mídia impressa.

Se a sua definição de persona trouxe uma brecha para a utilização de outdoor, busdoor, ou grandes adesivagens em paredes do metrô, por que não usar? Ano passado, 2018, a Netflix lançou a segunda temporada de Stranger Things no Brasil e fez uma ilustração enorme nos metrôs de São Paulo, impossível de ser ignorada pelos milhões de pessoas que usam o transporte todo dia.

A criatividade não está limitada só porque você precisa fazer uma impressão e que o papel limita a interação com sua empresa, diferentemente de um site, por exemplo. Não me recordo o ano, mas a marca de sabão em pó OMO fez uma inserção em jornais de grande circulação para chamar a atenção dos leitores. Como ela fez isso? Inseriu uma página perfumada no meio do jornal e além dela ter perfume, ela era inteiramente branca, sem aspecto de sujo que é característico do jornal. Imagina receber um jornal cheiroso e com uma página em branco? Chama a atenção, não é?

Os spots de rádio podem ser uma estratégia para alcançar o público que trabalha em lojas de comércio na sua cidade. Pessoas que trabalham offline, mas que procuram no rádio uma forma de se informar e distrair com os programas diários.

Trabalhando com um planejamento misto, a chance de encontrar seu público e alavancar os seus resultados é maior do que se focar em apenas um meio. Pensar digital não exclui totalmente as formas de veiculação tradicional e um pode estar interligado com o outro.

Se o seu time de marketing definir que usará mídias tradicionais, não deixe de contar com nosso time. A Toulouse Comunicação nasceu na época das mídias tradicionais, e ainda mantém a especialidade de criação de anúncios e veiculação em TVs, rádios, revistas e jornais. Entre em contato e aumente a audiência da sua empresa.

 

Adicionar comentário

© 2018 ~ Desenvolvido por Toulouse Comunicação - (11) 4590.0103